Companhias e sites oferecem passagens em promoções para compensar queda no movimento devido a alta do dólar

A escalada do dólar, entre tantas coisas, eleva os preços das passagens de avião a dez mil metros de altura. Grande parte dos custos das companhias aéreas, como combustível, peças e manutenção, é cotada na moeda americana. Mesmo assim, ainda é possível economizar. Mesmo com a instabilidade cambial, as promoções de bilhetes continuam. E especialistas apontam outras dicas para encontrar a passagem perfeita. E mais barata, claro.

Veja abaixo alguns pontos de uma matéria veicula no dia 12/03 no G1.

Fique atento as passagens em promoções

O dólar alto pode representar uma boa oportunidade para o viajante. Quem enxerga o copo meio cheio é Leonardo Marques, fundador do site Melhores Destinos, principal referência no Brasil na pesquisa de promoções de passagens aéreas.

Para o empresário, a instabilidade cambial faz o passageiro demorar a se decidir se compra a passagem ou não, forçando as companhias aéreas a fazerem mais promoções à medida em que a partida do voo se aproxima. Porque, para começar a ter lucro, as empresas precisam garantir ao menos 60% de ocupação da aeronave.

— Por isso, acredito que as promoções serão mais constantes. Ao menos, é o que tenho visto desde o começo dessa escalada do dólar. As ofertas não diminuíram.

Atenção às promoções


Leonardo Marques ainda orienta as pessoas a se cadastrarem nos sites ou seguirem os perfis em redes sociais das companhias aéreas. As promoções costumam aparecer quando faltam um ou dois meses para a decolagem. Agora, passar disso, à espera de uma promoção de última hora, é arriscado. Neste exato momento, algumas promoções estão em vigor, como a da Air France e KLM, que oferecem algumas passagens a US$ 699 para Berlim e Hamburgo, via Paris e Amsterdã, para compras realizadas às quartas-feiras.

Em outras promoções, as vantagens não são exatamente no preço da passagem. É o caso da Etihad, que disponibiliza visto gratuito para quem comprar bilhetes até o dia 30 de março para viagens até 30 de junho. A economia é de US$ 93 (visto de trânsito) e US$ 121 (turista).

Antecedência, mas nem tanto

À parte das promoções, com que antecedência se deve adquirir o tíquete? Leonardo Marques defende que, para passagens nacionais, o melhor momento é entre 25 a 40 dias antes da viagem, período em que as companhias começam a ajustar as tarifas para garantir a ocupação mínima necessária. Para viagens internacionais, que demandam mais planejamento, o período é de três a quatro meses antes da partida:

— De seis a três meses antes da viagem é o período de pesquisa. Sem ele, não dá para avaliar, depois, se o preço está fora da realidade, para cima ou para baixo.

O diretor do Núcleo de Estudos em Competição e Regulação do Transporte Aéreo (Nectar), do ITA, Alessandro de Oliveira, concorda com o tempo dedicado à pesquisa, mas tem uma posição mais conservadora sobre o momento da compra.

— À medida em que o tempo avança, a qualidade do voo piora. Mais próximo da data desejada é comum sobrarem apenas os voos com conexões ou em horários pouco convenientes. São até mais baratos, apesar de mais onerosos para as empresas. Mas quem quer voar picado, perdendo tempo em aeroporto? O filé mignon é o primeiro a acabar também na aviação — compara Oliveira.

Monitore os preços

Também em se tratando de pesquisa de passagens aéreas, quem compara, acha. Por isso, agências virtuais, como Decolar e Submarino Viagens, são bons aliados na hora de encontrar as melhores tarifas. E quem quiser continuar a pesquisa mesmo com o computador desligado, pode criar alertas, que avisam quando uma passagem mais barata para a rota indicada foi encontrada.

Sites como Kayak, Skyscanner e Voopter são bons aliados na hora de encontrar as melhores tarifas também. Eles fazem buscas simultâneas em diferentes fontes, e o resultado é um painel com voos e tarifas variadas, onde se têm boa noção da diferença de preço entre uma companhia e outra. No Voopter, o alerta se baseia no preço máximo que o usuário quer pagar. Só lembre de desativar todos esses alertas depois que comprar sua passagem para que a sua caixa de entrada não fique lotada à toa.

Tenha datas flexíveis

Não é exagero dizer que um voo pode custar quase o dobro do dia para noite. O preço das tarifas varia de acordo com a demanda. Dias concorridos são mais caros, dias sem movimento, mais vazios. Por isso é importante ter datas flexíveis na hora de buscar uma passagem. Passagens costumam ser mais baratas às terças e quartas-feiras, quando o movimento de passageiros é menor, e mais caras nas noites de sexta, domingo e às segundas pela manhã. Viajar para São Paulo na sexta é bem mais caro que no sábado pela manhã. Se o destino for uma cidade de praia, vale a pena optar pelo começo da semana e voltar no meio do fim de semana.

A regra, claro, não vale para feriados e altíssimas temporadas. Viajar na semana do réveillon é caro em qualquer lugar do mundo. Menos na noite do dia 31 para o dia 1º.

Pesquise em agências

A crença corrente diz que comprar pela internet é sempre mais vantajoso. Para Leonardo Marques, isso é verdade em relação às companhias aéreas nacionais. No caso das internacionais, segundo o fundador do Melhores Destinos, não há regra:

— Muitas companhias costumam dar grandes descontos às agências para incentivar a venda de suas passagens. Assim, ao comprar bilhetes para o exterior, vale a pena consultar as agências.

Outra vantagem das agências é o parcelamento mais longo e a transação sempre em real. Nem todas as companhias estrangeiras fazem transações na moeda brasileira. Por isso, o valor final do bilhete será o do fechamento da fatura do cartão de crédito e não o da data da compra. Uma surpresa que tem grande chance de ser desagradável nos dias de hoje.

Outros descontos

Pequenas vantagens podem estar onde não se imagina. Advogados e estagiários de Direito, por exemplo, conseguem voos com descontos de 10% a até 30% na TAM. Na semana passada, a companhia aérea anunciou um convênio com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). As passagens podem ser compradas no site tam.oab.org.br.

 

SOLICITE COTAÇÃO DE VIAGEM

Procurando por Hotel?! Então , pesquise no booking.com! Você não paga pela reserva, cancela quando quiser e consegue os melhores preços.