Para quem duvidou! Foi Confirmado. Confira!

O Governo Canadense passará a autorizar, a partir do próximo dia 1º de maio, que muitos brasileiros viagem sem visto ao país. O Visto para o Canadá não será mais necessário para cidadãos do Brasil que tenham sido titulares de visto residente temporário no país nos últimos 10 anos ou que possuam visto válido de não-imigrante dos Estados Unidos.

Ao invés de todo o processo de emissão do visto, os brasileiros que se encaixem nessa situação poderão solicitar uma Autorização Eletrônica de Viagem (eTA), que será bem mais rápido e barato, como mostraremos abaixo.

 

VISTO PARA O CANADÁ: O QUE MUDA

Se você já tem um visto americano válido de não-imigrante ou foi titular de um visto residente temporário no Canadá nos últimos 10 anos, poderá a partir de agora solicitar a autorização eletrônica. O eTA é um processo online barato e simples, que custa apenas C$ 7 dólares canadenses, cerca de R$16.

Como o Brasil está entre os países que mais enviam turistas para os EUA, visitar o vizinho Canadá ficará bem mais fácil para muitos viajantes. Para se ter uma ideia, segundo a Assessoria de Imprensa da Embaixada dos EUA no Brasil, só no ano fiscal de 2016 foram emitidos mais de 495 mil vistos de não imigrantes para o país. De janeiro a agosto daquele mesmo ano, mais de 1,1 milhão de brasileiros visitaram a “terra do Tio Sam”. Somando-se a isso o número de vistos válidos emitidos nos anos anteriores, serão milhões de cidadãos do Brasil que terão agora a entrada facilitada no Canadá graças à nova regra.

COMO SOLICITAR O ETA
Quem se encaixar nos pré-requisitos poderá fazer a solicitação da Autorização Eletrônica de Viagem por meio do site do Governo do Canadá num processo que leva apenas alguns minutos. A eTA está eletronicamente conectado ao passaporte e tem validade de cinco anos ou até que o passaporte vença, o que ocorrer primeiro.

Já os brasileiros que ainda não são elegíveis à nova regra, precisarão solicitar o visto para o Canadá da forma tradicional em um dos Centros de Solicitação de Vistos em São Paulo, Rio de Janeiro ou Brasília (saiba mais).